segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Dança da chuva

Eu não consigo entender a vida. E olha que eu gosto de entender as coisas. Sempre que eu faço qualquer coisa, gosto de entender, compreender o que eu estou fazendo, porquê e onde isso vai chegar. Questiono curiosamente as pessoas com as quais me relaciono, em qualquer esfera, porque sinto necessidade de conhecer, até o possível, quem está ao meu redor. Não gosto do desconhecido, o desconhecido eu passo a conhecer, até se tornar conhecido. É assim que eu sou, por algum motivo. E a vida está sendo exageradamente incompreensível nos últimos tempos. Tudo, por todos os lados, está me espantando. Aí acaba que eu fico nervosa, cabeça quente, e vou fazendo tudo errado pra todos os lados também. 

Podia chover. Chuva forte, barulhenta, daquelas boas, pra limpar de vez esse furacão que tá passando. Aí a gente acordar de alma lavada, céu aberto, tudo limpo e compreensível... igual filme de fim do mundo, quando tudo explode e depois cai uma chuva e quem sobrou recomeça a vida. 

6 comentários:

Cacau disse...

Seus pedidos foram ouvidos honey...
Olha a chuva que está caindo...
Logo logo o sol vem viu?
Kisses...

Ana disse...

:)
Caiu a chuva, Kauzinha, olha só...
Beijo!

Daemon disse...

:*

Ana disse...

;)

Paulo disse...

O post "podia chover" funcionou. Bem demais, até. Agora faz um post "podia o Paulo ganhar na Megasena acumulada sozinho".

Ana disse...

hehehe.... ahm-hã!