quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Tamanho 44

Eu andei engordando um pouquinho nos últimos tempos e acabei pulando de tamanho. Usei 40, 42 por muitos anos, até uma calça 38 eu tenho! E agora estou oficialmente uma pessoa 44.
É cada vez mais difícil emagrecer, a medida em que a gente vai fazendo aniversário. É tipo uma sacanagem mesmo. Antes dos 30, bastava querer emagrecer que eu conseguia. Agora tem o tal do "seu metabolismo vai diminuindo"... ARGH. Odeio metabolismo.

Hoje, 8 quilos e 2 tamanhos a mais, sei que tô fazendo um mega esforço pra emagrecer devagarinho, devagarinho. Mesmo dançando 8 horas por semana, é difícil. Mas não enlouqueci. Devagar eu chego lá, mas numa boa. Não tanto pelo tamanho do manequim em si, mas pelo tanto de roupas que não me servem mais e que eu quero voltar a vestir... simples assim.

Estava indo tudo bem, até que eu ganhei 2 blusinhas de aniversário. Presente de amigas das antigas, dos meus tempos de manequim 40. Adorei, é claro, mas depois fui trocar, na Hering. Não tinha da mesma blusa tamanho maior e eu tava super a fim de um shortinho.

Acontece que não tinha um único short tamanho 44 na loja. Nem 42 que, dependendo do modelo, serve. Todos os expostos variavam entre 34 a 40... e mesmo os tamanho 40 eram raros.

Tive que explicar ao vendedor que eu sou uma pessoa de 1,72 que, definitivamente, não é um cabide ambulante, como ele podia notar, e que precisava de um tamanho 44, por favor? Mas a gente fica se sentindo mal, é claro. Tive vontade de ir embora.

O carinha foi ao estoque buscar o único modelo que eles ainda tinham desse tamanho. Era até bonitinho. Mas eu vi um vestido mais legal e decidi ficar com ele.

Não tô aqui pra falar de ditadura da magreza e blá blá blá... mesmo porque eu tô numa dieta ferrada e mesmo porque eu não tô nem aí, tipo, qualquer pessoa pode ficar feliz e linda do jeito que está e eu dou o maior apoio. Acho um saco convenções e padrões idiotas e mais ainda preconceito por qualquer motivo. Tanto pra um lado quanto pro outro.

Eu só sei que sou uma pessoa G e odeio quando só tem M. Sou uma pessoa 44 e ODEIO quando só vai até 40...

Mamis ainda me consolou: disse que é como numa loja de sapatos... os primeiros números que terminam são 37 e 38, porque vendem mais. Pode até ser, mas o vendedor não disse isso, e seria até uma gentileza dele dizer.

Quando eu voltar a ser 42 eu ainda vou odiar essa babaquice, porque faz as pessoas se sentirem mal. É desnecessário.

Pronto, desabafei. Agora vou ali comer minha maçã.

Bjos!

3 comentários:

Mila disse...

Oi, Ana!
Passei por isso ano passado. Agora aos poucos estou voltando ao normal (ainda não tenho 30 e isso deve ajudar). Quando precisei comprar um biquini eu entrei em depressão. As roupas de hoje em dia não são feitas pra quem tem quadril e bunda.
Boa sorte na dieta e nas próximas compras! :)
Beijo!

Carolina disse...

Oi, querida!
Entendo completamente o seu relato..... eu a balança temos uma briga eterna. E, pra piorar, parece que as marcas estão "diminuindo" os tamanhos das roupas. Explico: visto 42, mas tenho algumas 40 que me servem. Mas muitas vezes vou experimentar uma calça nova e a 44 fica apertada. Oi??? As 42 que tenho me veste bem, nem estão justas nem nada, não tem essa história que já laceou, etc (algumas estão até folgadas). Então uma 44 nova, da mesma marca, deveria ficar larguinha, ou no máximo ficar certa no corpo. Apertada eu não admito, significa que diminuíram a forma e acho isso uma puta sacanagem.
Odeio essa ditadura da magreza!

Bjo!

Ana disse...

Total, Cá... estão diminuindo e fazendo as pessoas se sentirem mal.
Pelo menos o padrão de medidas nas roupas devia ser mantido.

E Mila, biquíni é pior... não tem biquíni para pessoas com bunda, peito, quadril. Só uns modelos que uma avó usaria! Affff!

Deviam apenas fazer roupas para todos, pensando que a maioria das pessoas - consumidores - está um pouquinho acima do peso mesmo. É uma questão de inteligência...

Ou então é lobby de revistas de dieta! hehehehe